Últimas Noticias

Pele do colo e do pescoço

PeleAs pessoas têm cuidado melhor da pele do rosto nos últimos anos, mas muitas vezes os rostos bem cuidados são combinados com um pescoço e colo que mostram os sinais de envelhecimento. Esse visual pode fazer as pessoas parecerem não naturais e ser prejudicial para a autoestima. Mas não se preocupe – tratamentos para o pescoço e colo também existem. Após anos de exposição ao sol, manchas escuras podem preencher o tórax.

O tratamento com luz intensa pulsada aplicada em consultório pode corrigir o problema.

Lembre-se: a pele enrugada abaixo do queixo é causada principalmente por danos do sol que levam à perda de colágeno. Felizmente, esse dano inevitável também pode ser tratado de várias maneiras não invasivas. Converse com sua dermatologista para encontrar a melhor opção de tratamento para o seu caso. Entre em contato com a nossa clínica!

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato

A acne na gestação

AcneAcne: o que é?

Acne – também conhecidas como espinhas, são inchaços eruptivos e espinhosos. Cravos, espinhas, cistos e nódulos são todos os tipos de acne. Geralmente ocorre durante a puberdade, quando as glândulas sebáceas se ativam, mas pode ocorrer em qualquer idade – e especialmente durante a gestação. Não é nada perigoso, mas pode deixar cicatrizes na pele e ser uma condição muito incômoda. 

Mesmo se, desde o final da adolescência essa condição tenha passado, talvez você possa voltar a ter espinhas durante a gravidez. Mas o que causa acne na gravidez?

Duas coisas conspiram para causar essas erupções, que tendem a acontecer por volta da semana 6 de gravidez: picos de hormônio, já que nesse ponto aumentam no seu corpo os níveis de progesterona – que faz com que suas glândulas aumentem as secreções de óleo causadoras de acne, chamadas de sebo que podem obstruir os poros e fazer com que as bactérias se acumulem, levando a erupções – e a  retenção de líquidos, que contêm toxinas que causam espinhas.

Como durante a gravidez tratamentos mais fortes são contraindicados, o que você pode fazer sobre isso é:

  1. Limpar! Seu melhor ataque é uma boa defesa: limpe o rosto suavemente com produto apropriado, duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite. Certifique-se de lavar e enxaguar bem, especialmente ao redor do couro cabeludo e da mandíbula, onde os poros tendem a ficar obstruídos. Lave o cabelo regularmente, especialmente se for oleoso – e mantenha suas fronhas, toalhas e chapéus que você usa regularmente limpos também.
  2. Não fique tentado a esfregar espinhas! Lavar em excesso ou exagerar nos esfoliantes não funciona – não apenas porque a pele está extremamente sensível durante a gravidez, mas porque a lavagem excessiva retira a umidade natural da pele, o que, por sua vez, faz com que suas glândulas sebáceas se esforcem ao máximo para repor o que você removeu, tornando-a mais sujeita a desenvolver espinhas. E não aperte ou cutuque as espinhas, por mais tentado que você esteja. Essas táticas só vão fazer com que as espinhas durem mais e podem causar cicatrizes.
  3. Hidratar! Invista em hidratantes sem óleo – que podem realmente ajudar a minimizar a irritação. Às vezes, contraditoriamente, a pele excessivamente seca por sabonetes agressivos para acne é mais propensa a erupções.
  4. Leia antes de comprar. Procure produtos para a pele, maquiagem e até mesmo para os cabelos que não tenham óleo em excesso – e dê preferência para produtos desenvolvidos para pele com acne. 
  5. Esteja ciente do sol: e o evite! Muitos medicamentos usados ​​para tratar a acne (incluindo aqueles que são seguros para uso durante a gravidez) podem torná-la mais suscetível a queimaduras solares. E, embora o sol possa ajudar a secar suas lesões de acne, esse benefício, se em excesso, não vem de graça: muito sol não só aumenta o risco de câncer de pele e causa envelhecimento precoce da pele, como também pode causar outras manchas durante a gravidez. Sempre que você for sair de casa, use protetor solar adequado – e na região da face, preferencialmente protetor solar específico para o rosto. 
  6. Coma de forma inteligente! Aumente a ingestão de alimentos como leite, peixe, ovos e cenoura -alimentos que contém vitamina A- e evite alimentos com açúcar e os grãos refinados – isso pode fazer maravilhas pela sua pele. Vale lembrar de evitar tomar suplementos alimentares durante a gravidez sem prescrição médica. Além disso, as gorduras saturadas encontradas em alimentos fritos podem agravar a acne, portanto, substitua-as por gorduras saudáveis ​​que ajudam a pele, como abacate, salmão, nozes e amêndoas. 
  7. Se hidrate regularmente! Beber muita água ajuda a hidratar e limpar a pele, mantendo-a úmida e limpa.

Fale sempre com o seu médico! Ele ou ela podem recomendar quais tratamentos tópicos para acne podem ser usados ​​durante a gestação. Não use qualquer medicamento, tópico ou oral, a menos que tenha sido prescrito ou liberado por um médico que sabe que você está grávida. Surtos graves de acne em mulheres não gestantes às vezes são enfrentados com produtos fortes – que estão completamente fora dos limites até depois do parto e desmame, uma vez que podem ser absorvidos através da pele para o leite materno e para a corrente sanguínea – e do bebê. Além disso, algumas medicações podem causar defeitos congênitos.

A chave para tratar a acne na gravidez de forma segura é conversar com seu obstetra, ginecologista e/ou dermatologista antes de usar qualquer tratamento para acne enquanto você espera pelo seu bebê. Se você já fazia uso de remédios para o tratamento de acne e ficou grávida, é extremamente importante que comunique isso para seu médico(a). É melhor prevenir do que remediar: não tente tratamentos caseiros (que podem piorar a condição), nem tome remédios sem prescrição – prefira consultar um profissional no caso de acne gestacional.

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato

Queda de cabelo: Alopecia

Queda de cabeloQueda de cabelo

A queda de cabelo e pelos (alopecia) pode afetar apenas o couro cabeludo ou todo o corpo. Essa condição tanto pode ser temporária quanto permanente.  As causas variam – as vezes são resultado de hereditariedade, em outras, alterações hormonais, condições médicas ou uma parte normal do envelhecimento. Qualquer pessoa pode perder cabelo, mas é mais comum em homens.

A calvície geralmente se refere à perda excessiva de cabelo do couro cabeludo. A perda de cabelo hereditária com a idade é a causa mais comum dessa condição. Algumas pessoas preferem deixar que a queda de cabelo acontecer, enquanto outros podem disfarçar com penteados, maquiagem, chapéus ou lenços. E ainda há quem escolha um dos tratamentos disponíveis para prevenir a queda de cabelo ou restaurar o crescimento.

A perda de cabelo pode aparecer de muitas maneiras diferentes, e os sinais e sintomas de queda de cabelo podem incluir:

  1. Desbaste gradual no topo da cabeça. Este é o tipo mais comum de queda de cabelo, afetando as pessoas com a idade. Nos homens, o cabelo geralmente começa a retroceder na linha do couro cabeludo, na testa. As mulheres geralmente têm um padrão de perda de cabelo (cada vez mais comum em mulheres mais velhas) na retração da linha do cabelo (alopecia frontal com fibrose).
  2. Espaços carecas circulares ou irregulares. Algumas pessoas perdem cabelo em forma de irregulares no couro cabeludo, barba ou sobrancelhas. Nessa condição, seu couro cabeludo pode coçar ou doer antes de o cabelo cair.
  3. Queda repentina do cabelo – um choque físico ou emocional pode causar a queda capilar. Punhados de cabelo podem sair ao pentear ou lavar o cabelo ou mesmo depois de puxá-lo com cuidado. Este tipo de queda de cabelo geralmente causa o enfraquecimento geral dos fios, mas é temporário.
  4. Perda de cabelo em todo o corpo. Algumas condições e tratamentos médicos, como quimioterapia para câncer, podem resultar na perda de cabelo por todo o corpo. O cabelo geralmente volta a crescer quando o tratamento é finalizado.
  5. Manchas e descamação que se espalham pelo couro cabeludo: são sinais de micose. Pode ser acompanhada de cabelos quebrados, vermelhidão, inchaço e, às vezes, secreção.

As pessoas geralmente perdem até 100 fios de cabelo por dia. Isso geralmente não é perceptível porque um novo cabelo está crescendo ao mesmo tempo – a perda de cabelo ocorre quando o cabelo novo não substitui o cabelo que caiu. A queda capilar normalmente está relacionada a um ou mais dos seguintes fatores:

  • História familiar (hereditariedade)

A causa mais comum de queda de cabelo é uma condição hereditária que ocorre com o envelhecimento. Geralmente ocorre de forma gradual e em padrões previsíveis – uma linha fina recuando e manchas carecas em homens e cabelos ralos ao longo da coroa do couro cabeludo em mulheres.

  • Alterações hormonais e condições médicas.

Uma variedade de condições pode causar queda de cabelo permanente ou temporária, incluindo alterações hormonais devido à gravidez, parto, menopausa e problemas de tireoide. As condições médicas incluem causas relacionada ao sistema imunológico, infecções do couro cabeludo, como micose, e o distúrbio de arrancar os cabelos chamado tricotilomania.

  • Medicamentos e suplementos.

A perda de cabelo pode ser um efeito colateral de certos medicamentos, como os usados ​​para câncer, artrite, depressão, problemas cardíacos, gota e pressão alta.

  • Um evento muito estressante.

Muitas pessoas experimentam um enfraquecimento geral do cabelo vários meses após um choque físico ou emocional. Esse tipo de queda de cabelo é temporária.

  • Penteados.

O excesso de penteados que puxam o cabelo com força, como rabo de cavalo ou trancinhas, pode causar um tipo de queda de cabelo chamada alopecia de tração. Os tratamentos e permanentes com óleo quente também podem causar a queda do cabelo. Se ocorrer cicatriz, a queda de cabelo pode ser permanente.

Vários fatores podem aumentar o risco de queda de cabelo, incluindo o histórico familiar de calvície por parte de sua mãe ou pai, perda de peso significativa, certas condições médicas, como diabetes e lúpus, estresse e nutrição pobre.

Como a maior parte da calvície é causada por fatores genéticos torna-se difícil falar sobre prevenção. Mas algumas dicas podem ajudá-lo a evitar a queda de cabelo, como ser gentil com os fios, evitar puxar ao escovar e pentear (especialmente quando o cabelo está molhado) preferir pentes de dentes largos e evitar tratamentos com químicas fortes. Também é importante limitar a tensão no cabelo – e não abusar de estilos que usam elásticos, presilhas e tranças. Outras dicas interessantes são proteger seu cabelo da luz solar e evitar o tabagismo.

Antes de iniciar o tratamento para queda de cabelo, converse com seu médico sobre a causa da queda de cabelo e as opções de tratamento, e lembre-se: a queda repentina de cabelo pode sinalizar uma condição médica subjacente que requer tratamento. Consulte sempre o(a) dermatologista.

Por Dra. Brunna Mayrinck, médica Dermatologista.

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato

 

Skincare para homens

SkincareSkincare

Graças ao grande volume e opções de produtos normalmente associados com propagandas direcionadas para mulheres, os cuidados com a pele podem ser assustadores para alguns homens, ou na melhor das hipóteses, confusos.

Talvez seja por isso que a maioria dos homens não têm uma rotina de cuidados com a pele que vá além do sabonete em barra e água. Bem, eles, e você, deveriam se preocupar com isso! Bons cuidados com a pele são uma das ferramentas mais poderosas que temos contra a maioria dos problemas de pele masculinos comuns: acne, rugas e até danos causados ​​pelo sol. Esses cuidados fazem a diferença na boa aparência, requisito indispensável!

O cuidado eficaz com a pele exige mais do que apenas lavar o rosto com qualquer restinho de sabonete do banho! É preciso ter compromisso, consistência e cuidado. Também devemos alertar: pode demorar um até encontrar os produtos certos para você. Mas uma consulta ao dermatologista pode acelerar muito o processo! É por isso que nas próximas linhas vamos sugerir uma forma simples de skincare para homens. Preparado?

Primeiramente, construir uma rotina de cuidados com a pele a partir do zero é mais simples do que você imagina, e os resultados depois de apenas algumas semanas são incríveis! Se você é principiante e nunca sequer comprou um hidratante, o primeiro passo é investir em um produto de limpeza facial. Quando pensamos em pele limpa, somos condicionados a esperar uma sensação seca e fresca. Isso pode parecer bom para o seu corpo, mas no seu rosto significa que a barreira protetora da sua pele foi rompida e você removeu os óleos bons que a mantêm hidratada.

Em vez disso, use um produto de limpeza facial específico que contenha ingredientes hidratantes mas ainda tenha uma dose de ácido salicílico para controlar suavemente a oleosidade. Use-o duas vezes ao dia, durante a manhã ao acordar e a noite antes de dormir.

Nossa segunda dica é utilizar um produto para parte inferior dos olhos. Principalmente para homens que possuem barba, os olhos são o destaque do rosto.  Círculos escuros nas olheiras? Rugas e linhas finas nos cantos dos olhos? Existem produtos específicos para esta área, que é mais fina e sensível do que o resto do rosto. Essa região precisa de ingredientes mais concentrados e tende a perder a umidade com rapidez e facilidade. Comece a usar um creme para olheiras de manhã e à noite após a limpeza. Mesmo se você parar de ler esse texto aqui e agora, se apenas seguir os dois passos já mencionados, sentirá uma enorme diferença! Mas por favor, continue lendo – temos muito mais a sugerir.

A terceira etapa do processo é o uso de um hidratante facial. Eu sei – a sensação da maioria dos hidratantes não é muito agradável para quem não está acostumado. Mas não precisa ser assim! Encontrar um hidratante tolerável está cada vez mais fácil hoje em dia e existem muitas opções e fórmulas de secagem rápida! Além disso, usar um hidratante irá evitar que sua pele fique seca e ajudará a manter a sua boa aparência cutânea nos próximos anos. O pulo do gato é procurar palavras como “loção” ou “gel” ao invés de “creme” no rótulo!

Já a quarta etapa é: protetor solar. Todos. Os. Dias. E é sério! Os raios ultravioleta não só causam câncer de pele, mas também são o maior fator de envelhecimento da pele. O filtro solar diário é o produto antienvelhecimento mais eficaz existente! A maioria dos homens não o utiliza pelo mesmo motivo já mencionado: a sensação do protetor solar no rosto. Mas não precisa ser assim. Existem protetores solares específicos para o rosto para causar mais conforto. Você pode usar o protetor solar após o uso do hidratante, passando-o novamente em dias muito quentes e ensolarados, a depender de sua transpiração.

Seguindo todas essas etapas já é possível perceber resultados muito positivos. No entanto, se você quiser ir além, temos mais dicas, como por exemplo: esfoliação. A esfoliação regular é importante porque elimina as células mortas da pele que ficam grudadas na superfície do nosso rosto e podem obstruir os poros, além de impedir que produtos como hidratantes funcionem melhor. Mas fique atento! A esfoliação não deve ser feita todos os dias. Além disso, os homens esfoliam o rosto toda vez que se barbeiam. É por isso que, para homens que se barbeiam, recomendamos esfoliantes contendo alfa-hidroxiácido, que eliminará as células mortas mais suavemente.

Eu sei que você já deve estar cansado, mas não desanime: estamos quase acabando. Já ouviu falar de sérum? Os séruns são como o whey protein da pele! São mais potentes do que o hidratante diário e fornecem ingredientes ativos e nutrientes de forma mais rápida e eficaz.

Existem vários tipos, e a forma ideal de descobrir qual é o mais recomendado para você é consultando um dermatologista. Os mais ideais para iniciantes são os que contêm ingredientes hidratantes e de reconstrução da pele, benéficos para todos os tipos cutâneos. O sérum pode ser utilizado duas vezes ao dia, após a limpeza do rosto -não com a barra de sabonete, e sim com o produto de limpeza facial próprio- e antes do hidratante.

Outro cuidado que pode ser feito ocasionalmente é o uso de máscaras para o rosto – o melhor tipo de máscara para homens, principalmente iniciantes, é a máscara de argila. As máscaras servem para limpar profundamente os poros e remover a sujeira acumulada, óleo e detritos.

Se você tem pele oleosa ou luta contra a acne, outro produto interessante é o tônico facial! Use um algodão para passar um pouco sobre o rosto após a limpeza para se livrar do excesso de óleo no rosto e acúmulo de sujeira. Lembrar de usar algodão é demais para você? Tudo bem, entendemos. Também existem opções em gel!

E finalmente já podemos ver a linha de chegada! Nossa última dica é usar um creme hidratante noturno – sim, um hidratante para o dia e um específico para a noite. Cremes noturnos contêm ingredientes ativos que irão ajudar no processo de regeneração da pele durante o sono.

Gostou dessas dicas? Vai adotar uma rotina de skincare? Nossos profissionais na Clínica de Saúde Trancoso podem te ajudar! Agende um horário!

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato

Saiba tudo sobre a Acne

AcneAcredito que precisamos ter essa conversa. Você sabe o que é a acne? A acne se trata de uma doença crônica e inflamatória da pele que causa manchas, cravos, espinhas, cistos e nódulos, podendo acometer as regiões do rosto, ombros, costas, pescoço, tórax e braços do paciente. Pesquisas recentes demonstram que a acne é a doença de pele mais comum no Brasil, afetando 56,4% da população. Sendo assim, convido você a aprender um pouco mais sobre esse mal tão comum.

Geralmente essa doença ocorre durante a puberdade, pela ativação das glândulas sebáceas, mas nada impede seu surgimento em qualquer idade. A pele humana tem poros que se conectam às glândulas sebáceas e folículos. Os folículos produzem e secretam líquido. Para explicar com maior facilidade, é como se as glândulas sebáceas, estimuladas por hormônios, produzissem óleo. Esse líquido oleoso é chamado sebo. O sebo carrega as células mortas da pele através dos folículos para a superfície da pele. E quando a acne acontece? Quando esses folículos são bloqueados e a oleosidade se acumula sob a pele. E esse processo, apesar de não ser perigoso, pode deixar cicatrizes na pele.

O acúmulo de células mortas e sebo podem se agrupar em uma espécie de tampão, que ao ficar infectado com bactérias resulta em inchaço, criando as tão temíveis espinhas. A vilã dessa história é a propionibacterium acnes, uma palavra difícil, mas que nomeia a bactéria responsável por contribuir para o surgimento da acne.

Uma série de fatores pode desencadear a acne – mas acredita-se que a principal causa seja hormonal, com o aumento dos níveis de testosterona, que estimula as glândulas sebáceas. Quando aumentada pelo estímulo, essa glândula produz mais sebo, que em excesso pode quebrar as paredes celulares dos poros, causando o crescimento de bactérias.

Outros gatilhos possíveis são fatores genéticos ou medicamentosos. Por exemplo: medicamentos que contém testosterona ou lítio, cosméticos gordurosos, mudanças hormonais, e o próprio ciclo menstrual podem desencadear a acne.

Mas qual tratamento seguir? Isso depende da gravidade e persistência do problema. Apesar de existirem muitos remédios caseiros nem todos tem fundamento científico.

A acne leve pode ser tratada com medicamentos de venda livre, como géis, sabonetes, cremes e loções que são aplicados na pele. Lembre-se que a acne pode afligir peles secas, mistas ou oleosas, sendo que os cremes e loções são melhores para peles sensíveis e os géis à base de álcool são melhores para peles oleosas.

Contudo, casos mais graves da doença devem ser tratados por remédios controlados como a isotretinoína (Roacutan), medicação corticosteroide ou antibióticos orais, que podem ser prescritos por até 6 meses para pacientes com acne moderada a grave. Outra opção medicamentosa, para mulheres, são os anticoncepcionais orais, a depender do caso. Pomadas antimicrobianas de uso tópico também são recomendadas.

É necessário salientar: consultar um médico dermatologista para achar o melhor tratamento para o seu caso é essencial. Medicamentos como isotretinoína (Roacutan), podem acarretar efeitos colaterais potencialmente graves (como pele seca, lábios secos, hemorragias nasais, anomalias fetais se usado durante a gravidez e alterações de humor). Medicações só devem ser prescritas por médico habilitado.

O surgimento da acne, como foi explicado, tem vários fatores. Não há maneira de prever sua aparição, mas uma boa alimentação é o melhor caminho para a prevenção de qualquer doença.

Pessoas que consomem uma dieta de baixo índice glicêmico, composta de carboidratos não refinados, tem menor risco de desenvolver acne. Os carboidratos não refinados são encontrados em grãos inteiros, leguminosas e frutas e vegetais não processados.

Em estudos publicados nas revistas Journal of Cutaneous and Ocular Toxicology e BioMed Research International Journal, os pesquisadores descobriram que alimentos que contém zinco, vitaminas A, E e antioxidantes naturais também são considerados benéficos para a pele por reduzirem inflamações.

Outras opções de alimentos com nutrientes responsáveis pela manutenção da saúde cutânea são frutas e vegetais amarelos e laranjas, como cenoura, damasco e batata doce. Além disso, também ajudam vegetais de folhas verdes escuras, castanhas de caju, tomates, amoras, pães integrais, arroz integral, quinoa, peru, sementes de abóbora, feijão, ervilha, lentilha e nozes, além de salmão, cavala e outros tipos de peixes gordurosos.

Ressalta-se que o corpo de cada pessoa é diferente e algumas descobrem maior propensão à acne quando comem certos alimentos. Sob a supervisão do seu médico pode ser útil fazer experiências para ver o que funciona melhor para você, sempre levando em consideração quaisquer alergias alimentares ou sensibilidades que você possa ter ao planejar sua dieta.

Apesar de os supracitados estudos sugerirem que certos alimentos podem ajudar a eliminar a acne e melhorar a saúde da pele, não existe uma “cura” definitiva para a doença.

Lembre-se de que é necessário, antes de modificar sua dieta ou iniciar algum tipo de tratamento, conversar com seu médico para se certificar de que as mudanças que você planejar não acarretarão em prejuízo a sua saúde.

Por Brunna Mayrinck, médica dermatologista.

Tem enfrentado problemas com acne? Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato