Últimas Noticias

Cáries em crianças

Cárie

A cárie dentária é a quebra ou destruição do esmalte dentário, que é a superfície externa que protege os dentes. As cáries são bactérias que liberam ácidos causando buracos nos dentes. Quando em uma criança, as cáries normalmente tendem a acontecer por má higienização, quando os alimentos que contêm carboidratos (açúcares e amidos) são deixados nos dentes. Esses alimentos incluem leite, refrigerante, passas, doces, bolos, sucos de frutas, cereais e pão – normalmente os preferidos dos pequenos.

As bactérias que normalmente vivem na boca alteram esses alimentos, produzindo os supracitados ácidos capazes de perfurar o dente a partir da combinação de bactérias, alimentos, ácido e saliva – que forma uma substância chamada placa, aderente aos dentes. Com o tempo, esses ácidos feitos pelas bactérias, que produzem as placas, corroem o esmalte dos dentes, causando cáries. Todas as crianças correm o risco de desenvolverem cáries – pois todas as crianças (e os adultos também) possuem bactérias na boca (e isso é natural). Mas alguns hábitos podem aumentar o risco do seu filho desenvolver essa condição:

  1. Manter uma dieta rica em açúcares e amidos.
  2. Não fazer o uso de enxaguante bucal e fio dental.
  3. Má higiene oral.

Pais, fiquem atentos aos seguintes sintomas: manchas brancas começando a se formar nos dentes das crianças nas áreas afetadas. Essas manchas significam que o esmalte está começando a se decompor, e elas podem causar sensibilidade precoce nos dentes. Normalmente, a próxima fase é aparecerem buracos nos dentes, com uma cor castanha clara. A cavidade vai ficando cada vez mais profunda e muda de um tom mais escuro de marrom para preto. Seu filho pode sentir dor na área ao redor do dente e sensibilidade a certos alimentos, como doces e bebidas quentes ou frias.

É importante lembrar que os sintomas de cáries variam de criança para criança – e por vezes pode ocorrer até mesmo a ausência sintomas. Às vezes, os pais não sabem que a criança tem algum problema dental até que o dentista o encontre.

O dentista do seu filho geralmente pode diagnosticar cáries com base em:

  • O histórico da criança e hábitos de higiene. 
  • Um exame físico da estrutura dentária do seu filho.
  • Raios X dentais.

Já os tratamentos dependem muito dos sintomas, da idade e do estado geral de saúde da criança. Também dependem da gravidade da condição. Na maioria dos casos, o tratamento requer a remoção da parte cariada do dente e sua substituição por uma obturação. As obturações são materiais colocados nos dentes para reparar danos causados ​​por cáries. Eles também são chamados de restaurações. Normalmente somente é necessária uma restauração direta, que normalmente precisa de uma única visita ao dentista. A “massa” da restauração é colocada diretamente em um orifício preparado. O material para o preenchimento é feito da cor dos dentes saudáveis, ficando imperceptível.

Para ajudar a prevenir a cárie dentária em seu filho você pode seguir algumas etapas muito simples:

  1. Comece a escovar os dentes do seu filho assim que o primeiro aparecer. Escove os dentes, a língua e as gengivas duas vezes ao dia com um creme dental com flúor. Ou observe seu filho escovar os dentes – mas lembre-se de ensinar corretamente. As crianças precisam de supervisão na hora da escovação dental.
  2. Para crianças com menos de 3 anos, use apenas uma pequena quantidade de pasta de dente, do tamanho de um grão de arroz. A partir dos 3 anos, seu filho pode usar uma quantidade de pasta de dente do tamanho de uma ervilha.
  3. Use fio dental nos dentes do seu filho diariamente a partir dos dois anos, quando é possível passar o fio entre os dentes.
  4. Certifique-se de que seu filho tenha uma dieta bem balanceada. Limite os lanches que são gordurosos e com alto teor de açúcar, como chips, salgadinhos, doces, biscoitos e bolo.
  5. Evite a transferência de bactérias da sua boca para o seu filho, não compartilhando talheres.
  6. Se o seu filho usa mamadeira na hora de dormir, coloque apenas água. Sucos ou fórmula de leite para bebês contêm açúcares que podem causar cáries, e após a sua ingestão deve-se higienizar os dentes.

É muito importante agendar limpezas dentais de rotina e exames para seu filho a cada 6 meses, já que é mais difícil controlar a higiene dental em crianças. Lembre-se: a cárie dentária pode causar danos nos dentes de seu filho. A prevenção é muito importante, assim como ensinar bons hábitos desde sempre. Uma dica interessante é acompanhar a rotina de limpeza dental do seu filho todas as noites – estimulando assim o aprendizado pela observação, muito comum e utilizado pelas crianças em fase de crescimento. Se você notar seu filho reclamando de sensibilidade dental procure o quanto antes um(uma) odontopediatra. A demora no tratamento pode acarretar o agravamento da situação, e consequentemente, maior sofrimento para a criança.

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato

Como ensinar higiene bucal para os seus filhos

higiene bucalHigiene bucal

É importante começar a higiene bucal desde cedo. Aprender bons hábitos de higiene em uma idade tenra é importante para a saúde a longo prazo. Os pais podem e devem ensinar seus filhos a escovar e passar fio dental, seguindo algumas dicas muito importantes!

Primeiro, quando é preciso começar a escovar? Lembre-se: uma boa higiene oral deve começar cedo. Os dentes de uma criança devem ser escovados assim que entrarem em erupção!

Escove os primeiros dentes de leite da criança umedecendo com água uma escova de cerdas macias e apropriada para a idade. Só use creme dental com flúor antes do primeiro aniversário da criança se for recomendado por dentista ou pediatra!

Se o creme dental com flúor for recomendado, no caso de crianças com menos de 2 anos de idade com risco moderado ou alto de cárie dentária, aplique uma quantidade menor de creme dental do que o tamanho de uma ervilha. Para crianças de 2 a 5 anos a quantidade ideal de pasta de dentes é o tamanho exato de uma ervilha. É importante que os pais escovem os dentes das crianças no banheiro de frente para um espelho para que desde cedo elas aprendam a identificar como está sendo feita a escovação.

Crianças de 6 a 8 anos de idade já devem ser capazes de escovar os dentes sozinhas, mas com a devida inspeção dos pais! Certifique-se que seu filho esteja escovando todas as partes, se necessário, auxiliando e indicando quais partes devem ser escovadas novamente.

Incentive seu filho a escovar os dentes ao final de cada refeição. Mas se isso não for possível, faça com que a escovação seja feita pelo menos duas vezes ao dia, de manhã e à noite, com uma escova de dentes de cerdas macias. As cerdas mais duras podem ser muito abrasivas para crianças pequenas e machucar as gengivas!

Escovas de dente elétricas também podem ser usadas com delicadeza para remover suavemente placas bacterianas dos dentes e gengivas. Fique atento: a escova de dentes do seu filho deve ser substituída de três a quatro meses, ou antes, se estiver desgastada ou puída. Também é uma boa ideia substituir a escova de dentes após um resfriado ou gripe para evitar a reintrodução de germes associados a essas condições!

Como as crianças pequenas podem não saber escovar os dentes corretamente os pais devem fornecer ajuda. Mas algumas etapas podem ser seguidas para facilitar a vida dos pais. Primeiramente, para escovar os dentes das crianças de forma adequada, os pais ou a criança devem usar a escova de dentes de cerdas macias inclinada em 45 graus em direção às gengivas, tanto para os dentes superiores quanto inferiores.

A segunda etapa é mover a escova suavemente em vaivém com movimentos curtos ao longo dos dentes e gengivas. Essa técnica deve continuar ao longo da superfície interna e externa de cada dente. Lembre-se: para você esses movimentos são automáticos, mas para o seu filho é novidade. Tenha paciência e explique quantas vezes forem necessárias.

A terceira etapa é colocar a escova de dentes na posição vertical para alcançar atrás dos dentes da frente, na parte superior e inferior. Depois disso, é muito importante escovar a língua para remover as bactérias da superfície. Você sabe quando inserir o fio dental na higienização bucal das crianças?

É simples: quando as superfícies dos dentes estiverem próximas umas das outras. É importante usar fio dental pelo menos uma vez por dia! A placa bacteriana e os alimentos podem se estabelecer entre os dentes, o que pode causar doenças na gengiva, cáries e halitose. É necessário ressaltar: não esqueça que a língua também deve ser escovada para remover a placa bacteriana!

Para usar o fio dental em seu filho, primeiro segure um pedaço curto de fio dental entre o polegar e o dedo indicador, enroscando-o em cada extremidade para obter melhor controle. Tenha cuidado para não aplicar muita pressão ao inserir o fio dental entre os dentes da criança. Ajuste o fio dental em uma curva em forma de ‘C’ ao redor de cada dente e deslize-o para cima e para baixo suavemente ao longo da lateral do dente e sob a linha da gengiva. Uma nova seção de fio dental deve ser usada para cada dente a fim de evitar a reinserção de alimentos e placa!

Por fim, você sabe quando levar seu filho ao dentista? As visitas regulares ao dentista podem e devem começar seis meses após a erupção do primeiro dente ou após o primeiro aniversário da criança. Quando uma criança aprende uma nova habilidade em uma idade precoce, é provável que ela continue com esse comportamento durante a vida adulta. Ensinar para as crianças técnicas adequadas de escovação e fio dental é importante para desenvolver bons hábitos de higiene oral!

Possui mais dúvidas? Entre em contato conosco!

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato