Condições cerebrais que causam o sintoma de sonolência excessiva.

22 set 2020

Por Dr. Leonardo, médico neurologista.

Bocejos incontroláveis, pálpebras pesadas e a forte necessidade de cochilar durante o dia são sinais de sonolência excessiva. Dentre os revezes de se lutar para ficar acordado estão o mau desempenho na escola e no trabalho, o prejuízo nas relações sociais e pessoais e sérios riscos ao dirigir!

Se você está sempre com sono já deve ter se perguntado “isso é normal?”. A resposta é não. O sono em excesso pode ser um sintoma de um problema maior. As causas mais comuns de sonolência excessiva são a privação do sono e distúrbios como apneia do sono e insônia. Depressão e outros problemas psiquiátricos, além de certos medicamentos e condições médicas que afetam o cérebro e o corpo também podem causar sonolência durante o dia.

Reconhecer este sintoma é o primeiro passo para resolver o problema. Trabalhar com um médico para identificar a causa desse mal e melhorar os hábitos de sono pode melhorar sua produtividade diária, seu humor e sua saúde geral.

Mas vale lembrar que não é qualquer sono durante o dia que caracteriza a sonolência diurna excessiva. É necessário que o paciente sinta dificuldade real em permanecer acordado ou alerta quando necessário. Muitos especialistas definem a sonolência diurna excessiva como algo distinto de fadiga. Isto porque esta última envolve a forte sensação de exaustão física. Mesmo assim, entendemos que as duas condições podem se sobrepor.

Além disso, pesquisas recentes apontam que a sonolência excessiva é um problema significativo. A pesquisa Sleep in America da National Sleep Foundation descobriu que, nos Estados Unidos, quase metade da população relata sentir sonolência entre três e sete dias por semana. Os relatórios também apontaram que 40% dos adultos acreditam que a sonolência interfere nas suas atividades diárias e trabalho.

Mas quais são as causas da sonolência excessiva? É importante lembrar que a sonolência diurna excessiva não é uma condição em si. Em vez disso, é um sintoma causado por um problema subjacente.  Algumas causas são:

1) Sonolência causada pela privação de sono:

A falta de sono é amplamente considerada a causa mais comum de sonolência excessiva. A privação de sono pode ser a curto prazo ou crônica e pode ser causada por vários distúrbios do sono ou outras condições médicas.

2) Falha em priorizar o sono:

Escolher ficar acordado até tarde para assistir a uma série, possuir uma agenda extremamente lotada, ou acordar cedo para ir à academia são exemplos de como o sono pode ser prejudicado. Isso pode causar sonolência no dia seguinte e o problema pode se acumular com o tempo. Quando essas escolhas causam falta de sono por um longo período de tempo, pode ser desencadeada a síndrome do sono insuficiente, distúrbio que acomete cerca de 5% da população brasileira.

3) Insônia:

Esta condição inclui uma série de problemas que tornam difícil adormecer ou permanecer dormindo pelo tempo que você quiser. A insônia geralmente está relacionada a outros problemas de sono descritos aqui que dão origem à sonolência excessiva.

4) Apneia do Sono:

A apneia do sono é um distúrbio respiratório caracterizado por breves pausas respiratórias durante a noite. Essa condição fragmenta o sono, o que normalmente causa sonolência diurna e pode afetar até 20% dos adultos.

5) Má qualidade do sono:

Um bom sono passa por ciclos de inconsciência. Pessoas que não progridem suavemente através desses ciclos de sono podem não conseguir dormir profundamente. Como resultado, mesmo que durmam pelo número de horas recomendado, podem se sentir cansadas ao acordar.

6) Dor:

Praticamente qualquer doença que induz dor, incluindo artrite, fibromialgia ou hérnia de disco, pode complicar o sono e tornar uma pessoa propensa a sonolência durante o dia.

7) Micção noturna frequente:

Esta condição, conhecida como noctúria, envolve a necessidade de se levantar da cama durante a noite para urinar e estima-se que afete um em cada três adultos mais velhos e uma em cada cinco pessoas mais jovens.

8) Sonolência causada por outras condições médicas e cerebrais:

A falta de sono não é a única causa potencial de sonolência excessiva. Remédios, especialmente sedativos, podem deixar uma pessoa sonolenta e desorientada durante o dia. Antidepressivos, analgésicos e anti-histamínicos de venda livre são apenas alguns tipos de medicamentos que podem causar sonolência. Além disso, parar de tomar alguns medicamentos pode provocar sonolência no período de adaptação.

9) Doenças que causam sono diurno:

Doenças neurodegenerativas, transtorno bipolar, narcolepsia transtorno de estresse pós-traumático e transtorno de ansiedade geral também estão associados a problemas de sono que podem dar origem a episódios de sonolência excessiva.

Por fim, é importante lembrar que o tratamento ideal para pacientes incomodados com excesso de sono durante o dia é feito sob medida para cada pessoa com base na causa específica ou fatores contribuintes para o problema. Como as causas podem vir tanto de hábitos de sono insatisfatórios quanto por problemas médicos e cerebrais, há uma ampla gama de abordagens para a resolução desse sintoma. Apenas o seu médico poderá identificar e ajustar as vias de tratamento ideais para o seu caso.

Tem enfrentado problemas de sono? Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *