Queda de cabelo: Alopecia

26 out 2020

Queda de cabeloQueda de cabelo

A queda de cabelo e pelos (alopecia) pode afetar apenas o couro cabeludo ou todo o corpo. Essa condição tanto pode ser temporária quanto permanente.  As causas variam – as vezes são resultado de hereditariedade, em outras, alterações hormonais, condições médicas ou uma parte normal do envelhecimento. Qualquer pessoa pode perder cabelo, mas é mais comum em homens.

A calvície geralmente se refere à perda excessiva de cabelo do couro cabeludo. A perda de cabelo hereditária com a idade é a causa mais comum dessa condição. Algumas pessoas preferem deixar que a queda de cabelo acontecer, enquanto outros podem disfarçar com penteados, maquiagem, chapéus ou lenços. E ainda há quem escolha um dos tratamentos disponíveis para prevenir a queda de cabelo ou restaurar o crescimento.

A perda de cabelo pode aparecer de muitas maneiras diferentes, e os sinais e sintomas de queda de cabelo podem incluir:

  1. Desbaste gradual no topo da cabeça. Este é o tipo mais comum de queda de cabelo, afetando as pessoas com a idade. Nos homens, o cabelo geralmente começa a retroceder na linha do couro cabeludo, na testa. As mulheres geralmente têm um padrão de perda de cabelo (cada vez mais comum em mulheres mais velhas) na retração da linha do cabelo (alopecia frontal com fibrose).
  2. Espaços carecas circulares ou irregulares. Algumas pessoas perdem cabelo em forma de irregulares no couro cabeludo, barba ou sobrancelhas. Nessa condição, seu couro cabeludo pode coçar ou doer antes de o cabelo cair.
  3. Queda repentina do cabelo – um choque físico ou emocional pode causar a queda capilar. Punhados de cabelo podem sair ao pentear ou lavar o cabelo ou mesmo depois de puxá-lo com cuidado. Este tipo de queda de cabelo geralmente causa o enfraquecimento geral dos fios, mas é temporário.
  4. Perda de cabelo em todo o corpo. Algumas condições e tratamentos médicos, como quimioterapia para câncer, podem resultar na perda de cabelo por todo o corpo. O cabelo geralmente volta a crescer quando o tratamento é finalizado.
  5. Manchas e descamação que se espalham pelo couro cabeludo: são sinais de micose. Pode ser acompanhada de cabelos quebrados, vermelhidão, inchaço e, às vezes, secreção.

As pessoas geralmente perdem até 100 fios de cabelo por dia. Isso geralmente não é perceptível porque um novo cabelo está crescendo ao mesmo tempo – a perda de cabelo ocorre quando o cabelo novo não substitui o cabelo que caiu. A queda capilar normalmente está relacionada a um ou mais dos seguintes fatores:

  • História familiar (hereditariedade)

A causa mais comum de queda de cabelo é uma condição hereditária que ocorre com o envelhecimento. Geralmente ocorre de forma gradual e em padrões previsíveis – uma linha fina recuando e manchas carecas em homens e cabelos ralos ao longo da coroa do couro cabeludo em mulheres.

  • Alterações hormonais e condições médicas.

Uma variedade de condições pode causar queda de cabelo permanente ou temporária, incluindo alterações hormonais devido à gravidez, parto, menopausa e problemas de tireoide. As condições médicas incluem causas relacionada ao sistema imunológico, infecções do couro cabeludo, como micose, e o distúrbio de arrancar os cabelos chamado tricotilomania.

  • Medicamentos e suplementos.

A perda de cabelo pode ser um efeito colateral de certos medicamentos, como os usados ​​para câncer, artrite, depressão, problemas cardíacos, gota e pressão alta.

  • Um evento muito estressante.

Muitas pessoas experimentam um enfraquecimento geral do cabelo vários meses após um choque físico ou emocional. Esse tipo de queda de cabelo é temporária.

  • Penteados.

O excesso de penteados que puxam o cabelo com força, como rabo de cavalo ou trancinhas, pode causar um tipo de queda de cabelo chamada alopecia de tração. Os tratamentos e permanentes com óleo quente também podem causar a queda do cabelo. Se ocorrer cicatriz, a queda de cabelo pode ser permanente.

Vários fatores podem aumentar o risco de queda de cabelo, incluindo o histórico familiar de calvície por parte de sua mãe ou pai, perda de peso significativa, certas condições médicas, como diabetes e lúpus, estresse e nutrição pobre.

Como a maior parte da calvície é causada por fatores genéticos torna-se difícil falar sobre prevenção. Mas algumas dicas podem ajudá-lo a evitar a queda de cabelo, como ser gentil com os fios, evitar puxar ao escovar e pentear (especialmente quando o cabelo está molhado) preferir pentes de dentes largos e evitar tratamentos com químicas fortes. Também é importante limitar a tensão no cabelo – e não abusar de estilos que usam elásticos, presilhas e tranças. Outras dicas interessantes são proteger seu cabelo da luz solar e evitar o tabagismo.

Antes de iniciar o tratamento para queda de cabelo, converse com seu médico sobre a causa da queda de cabelo e as opções de tratamento, e lembre-se: a queda repentina de cabelo pode sinalizar uma condição médica subjacente que requer tratamento. Consulte sempre o(a) dermatologista.

Por Dra. Brunna Mayrinck, médica Dermatologista.

Entre em contato com a nossa clínica! Telefone: (73) 3668-2394. Endereço: Praça de Independência, 80 – Centro, Trancoso – BA.

Facebook   Instagram   Contato