Services

Dentística

O que é clareamento dental? É a técnica que utiliza agentes clareadores para recuperar a cor original dos dentes, perdida em algum momento durante a vida em decorrência de diferentes fatores. Promove também o clareamento dos dentes originalmente mais escurecidos.

Por que realizar esse tratamento? A busca pela estética é um fator de muita influência sobre o comportamento das pessoas nos dias de hoje. Técnicas restauradoras e protéticas mais modernas visam, além da reabilitação da função mastigatória, a recuperação do fator estético. Nessa perspectiva, o clareamento dental se torna um importante instrumento a fim de proporcionar a satisfação do paciente em seu tratamento. 
Existem basicamente dois tipos de clareamento dental:

Clareamento Caseiro: a maior parte do tratamento é realizada pelo próprio paciente, o qual utiliza o agente químico dentro de uma moldeira adaptável aos dentes. Estes materiais são fornecidos pelo cirurgião-dentista, que irá supervisionar o tratamento através de visitas periódicas do paciente ao consultório.

Clareamento realizado no consultório: o dentista irá aplicar sobre os dentes um agente químico oxidante bem mais potente. Durante a aplicação, a gengiva, lábios e bochechas são protegidos de forma que o clareador não provoque queimaduras. Sobre o clareador é aplicada uma fonte de energia ativadora que pode ser luz halógena ou determinados tipos de laser que intensificarão o clareamento. Dessa forma, o clareamento é realizado em apenas uma sessão.

O que são Facetas de Porcelana ou Lentes de Contato? Um dos procedimentos mais avançados na estética bucal atual é o uso das facetas de porcelana, consideradas por muitos profissionais como o avanço científico do século na área de odontologia e estética. As facetas de porcelana ou lentes de contato são lâminas confeccionadas em Porcelana ou Resina Composta com cerca de 7 milímetros de espessura (no caso das facetas), que são cimentadas nos dentes incisivos centrais. O objetivo, além de elevar a autoestima e bem-estar dos pacientes, é melhorar a aparência do sorriso.

Por que realizar o tratamento? As facetas de porcelana influenciam diretamente na harmonização do sorriso de uma pessoa já que podem clarear, corrigir a dentição torta e manchada, diminuir a distância entre os dentes, aumentar o tamanho, corrigir curvatura, melhorar o formato, solucionar a aparência do esmalte dental desgastado, entre tantas outras indicações.

A decisão do tratamento com facetas de porcelana depende de alguns fatores:

  • Quanto à necessidade estética;
  • Melhora da função mastigatória;
  • Expectativa do paciente;
  • Integridade da estrutura dentária remanescente;
  • Durabilidade.

Como será feito o tratamento? O procedimento estético bucal começa com fotografias dos dentes, do rosto, do sorriso, radiografias, moldagem para confecção de modelos de estudo, onde as modificações são enceradas permitindo a confecção do mockup (prévia de como ficarão os dentes), dos provisórios e das facetas propriamente ditas. O tempo entre o preparo e a colocação das facetas é de uma semana ou duas sessões: uma para preparar os dentes, moldar e fazer os provisórios; outra sessão para a cimentação.

Clínico Geral

Restaurações  A restauração é uma forma de fazer com que o dente afetado pela cárie volte à sua forma e sua função normal. O dentista remove a parte do dente que esta deteriorada, limpa a área atingida e preenche a cavidade com material de restauração, que podem ser ouro, porcelana, resina composta (restauração da cor do dente) e amálgama (uma liga de mercúrio, prata, cobre, estanho e algumas vezes zinco).

Aplicação de Flúor Processo recomendado para crianças. A aplicação de flúor é uma técnica simples com a aplicação da substância com um pincel próprio e não há risco nenhum de a criança engoli-la. Com a erupção do primeiro dente, já se deve iniciar esse cuidado, pois o flúor ajuda no amadurecimento dental. A aplicação de flúor deve ser repetida a cada seis meses, até os 3 anos de idade.

Endodontia  Especialidade odontológica popularmente conhecida como Tratamento de Canal, responsável pela prevenção e tratamento das doenças da polpa do dente. A endodontia também atua no tratamento clinicoterápico dos casos de necrose pulpar e suas possíveis consequências, como abscessos, cistos de pequeno e médio porte, dentre outros. O tratamento de canal consiste na remoção da polpa dental, uma estrutura viva que contém, entre outros elementos, nervos e vasos sanguíneos.

Bruxismo  É um ranger ou um forte apertar dos dentes. O bruxismo pode fazer os dentes ficarem doloridos ou soltos, e, às vezes, partes dos dentes são literalmente desgastados. O bruxismo pode acarretar na destruição do osso circunvizinho e do tecido da gengiva, além de levar a problemas que envolvam a articulação da mandíbula, como síndrome da articulação temporomandibular (ATM).

O uso de um dispositivo personalizado para dormir é um dos tipos de tratamento. O dispositivo encaixa-se sobre os dentes superiores e os protege de se triturarem com os dentes inferiores. Apesar de o dispositivo ser uma boa maneira para lidar com bruxismo, ele não é uma cura. Por isso, cada caso deve ser tratado com exclusividade.

Cirurgia Oral Menor  Especialidade odontológica responsável pelo tratamento de problemas relacionados aos dentes e ossos da região da face. Trata desde a remoção de dentes inclusos (como o siso), até a realização de enxertos ósseos e posterior colocação de implantes, além de intervenções em alterações patológicas (como tumores), malformações estruturais e traumas dos ossos da face.

Selante  Aplicação é feita para agir como uma barreira, uma película protetora que, facilitando a limpeza dos restos alimentares e o controle da placa bacteriana, reduz o risco de essas superfícies ficarem cariadas. Os dentes posteriores, os quais usamos para triturar os alimentos, contêm fissuras e fóssulas onde os restos alimentares e a placa bacteriana ficam retidos e se acumulam – onde as cerdas das escovas não conseguem limpar. Dessa forma, o selante protege o dente e diminui o risco de cárie. Recomendado para todas as crianças, e também jovens e adultos que apresentem riscos de cáries. O procedimento leva cerca de poucos minutos para um dente ser selado.

Periodontia

O que é Periodontia?  É a especialidade odontológica responsável pela prevenção e tratamento das doenças que acometem os tecidos de sustentação e proteção dos dentes (tratamento da gengiva e do osso).

O que é doença periodontal?  É uma infecção causada por bactérias que afeta os tecidos que rodeiam os dentes e caracteriza-se pela formação de um espaço indesejável entre a gengiva e o dente, chamado de bolsa periodontal, a qual favorece o acúmulo de resíduos alimentares e bactérias.

A doença periodontal é a principal causadora da perda de dentes em adultos. A sua prevenção pode ser feita unicamente removendo a placa bacteriana através de limpeza bucal doméstica com fio dental e escova, incluindo limpezas periódicas feitas pelo dentista.

O sinal mais característico é o sangramento, mas devemos estar atentos também para alterações na posição dos dentes, mobilidade, retrações gengivais, retenções de alimento, inchaço etc.

Como é o tratamento?  É feito com a remoção da placa bacteriana aderida através de raspagem e alisamento das raízes dos dentes. Quando os instrumentos de raspagem não atingem toda área da raiz comprometida, as cirurgias são indicadas para facilitar o acesso. A doença periodontal pode deixar como sequelas alterações estéticas como deslocamento na posição do dente, retração gengival com consequente aumento no comprimento do dente, que através de procedimentos cirúrgicos e protéticos podem minimizar esses defeitos.

Odontopediatria

A Odontopediatria é o tratamento odontológico preventivo completo para as crianças.

Conheça os procedimentos:
Aplicação de flúor
Aplicação de selantes
Ortodontia
Educação e Higiene
A Clínica Saúde Trancoso possui um tratamento inovador para cáries sem utilização do temido “motorzinho”. Tratamento indolor para a segurança do seu filho.

Prótese Dentária

O que são Próteses Dentárias? É a área da odontologia destinada à reconstrução e reposição de elementos dentários danificados ou perdidos, devolvendo ao paciente as características e funções mastigatórias, estéticas e fonéticas, além de recompor e proteger funções articulares.

Por que realizar esse tratamento? As próteses dentárias podem influenciar em três importantes fatores: 
Mastigação: a mastigação correta dos alimentos é fundamental para qualquer indivíduo. Corrigindo a dentição, irá prevenir ou até eliminar problemas de digestão que surgem com o fato dos alimentos serem mastigados de forma deficiente. 
Estética: é inegável que um sorriso com a dentição completa tem benefícios claros: aumento da autoestima, autoconfiança do paciente no trabalho e nas relações pessoais torna-se superior. 
Dicção: sem dúvida, a fala se tornará mais clara e perceptível. E nem será necessário demonstra-lhe os benefícios inegáveis desta melhoria.

Tipos de Próteses Existem basicamente dois tipos, que podem ser indicados para perdas parciais ou total dos dentes. 
Prótese removível: o paciente tem a opção de retirar a prótese para higienização. 
Prótese fixa: uma estrutura é fixada ou encaixada em implantes ou dentes naturais.

O que é Placa Antirronco?O material é confeccionado ao paciente a partir de duas placas acrílicas – superior e inferior – que mantém a mandíbula de forma que a garganta libere a passagem de ar durante o período de sono. A apneia obstrutiva noturna, ou apneia do sono, é decorrente da flacidez dos tecidos da garganta, que acabam por obstruir a passagem do ar. Roncar alto, não importa a posição em que se está deitado, acordar cansado, com a boca seca ou com dor de cabeça são sintomas deste tipo de apneia.

Por que realizar esse tratamento?O distúrbio caracteriza-se por interrupções da respiração durante o sono que acontecem em intervalos de dez a trinta segundos. Frequentemente, a pessoa não percebe que desperta durante a noite para recuperar o ar antes de voltar a dormir. As consequências para a saúde vão de simples sonolência diurna e dificuldade de concentração à problemas cardíacos como hipertensão, infarto, derrame e, até mesmo, morte súbita. Os obesos são mais propensos a sofrer do problema.

O aparelho apresenta a solução do problema em 87% dos casos de ronco e apneia, contra 20% a 40% dos casos tratados cirurgicamente.

Ortodontia

O que é Ortodontia? É a área da odontologia que estuda o crescimento e desenvolvimento da face, bem como o desenvolvimento das dentições decídua (de leite), mista e permanente e seus desvios de normalidade, prevenindo, interceptando e corrigindo as más oclusões dentárias.

Por que realizar o tratamento? A função principal do tratamento ortodôntico é restabelecer a oclusão dentária (perfeito engrenamento dos dentes superiores com os inferiores), que é fundamental para a correta mastigação e, consequentemente, a adequada nutrição e saúde bucal. Com o restabelecimento da oclusão, evitam-se problemas relativos à respiração, deglutição, fala e articulação temporomandibular (ATM). 
Não existe idade máxima para a realização de tratamento ortodôntico, embora no paciente adulto alguns cuidados especiais devam ser tomados, principalmente em relação aos tecidos de suporte dos dentes, que podem chegar a contraindicar o tratamento (problemas periodontais).

Como será feito o tratamento? O tratamento ortodôntico, no início, causa certa sensibilidade, principalmente na fase de colocação do aparelho. Posteriormente, é possível existir certo desconforto cerca de 24 a 48 horas após os ajustes praticados pelo ortodontista. O paciente deve seguir todas as instruções dadas, principalmente quanto ao aspecto de higiene bucal, pois os detritos podem causar problemas gengivais, periodontais, manchas brancas ou mesmo cáries dentárias. 
Além disso, podem ocorrer pequenas acomodações pós-tratamento, ligadas ao crescimento e às alterações funcionais. Essa tendência é normalmente controlada e minimizada através de um bom planejamento ortodôntico e por profissionais qualificados.

Tipos de Aparelhos Aparelhos fixos são unidos aos dentes através de uma substância adesiva ou cimento; são compostos por bráquetes (metálicos, plásticos ou cerâmicos), tubos e anéis, que suportam o arco metálico responsável pela movimentação dentária. Permitem maior movimentação dos dentes e independem da colaboração do paciente. 
Aparelhos removíveis são encaixados na boca, podendo ser retirados pelo paciente ou pelo ortodontista, e dependem da colaboração do paciente. Podem ser ortodônticos, os quais realizam pequenas movimentações dentárias; ou ortopédicos, utilizados nas correções de alterações esqueléticas (ósseas).

  • 1
  • 2